A Viagem Certa - Tem coisa melhor do que falar sobre a viagem? Só a própria viagem!

O BLOG INDEPENDENTE COM AS MELHORES DICAS DE PARIS: AS QUE NÃO ESTÃO EM TODOS OS GUIAS

Três dias pela primeira vez em Buenos Aires

2 de julho de 2010
Céu de Inverno em Buenos Aires

Dia 1 – Conhecendo os pontos turísticos

Há quem opte por começar a visita em Buenos Aires com um City Tour. Particularmente, não gosto de City Tour: você conhece tudo e nada ao mesmo tempo. Além disso, num local onde não perderia nem 2 minutos sequer, é obrigado a ficar por meia hora, até que todos retornem ao ônibus.

Portanto, eu sugiro conhecer por conta própria os lugares abaixo.

1. Praça do Congresso, Casa Rosada e Praça de Maio: é possível chegar facilmente de metrô. Vá primeiro ao Congresso e depois pegue o metrô – linha “A” em direção à Praça de Maio. Essa é a primeira linha de metrô de Buenos Aires que foi construída no fim do século XIX e início do século XX. Você estará bem próximo da Calle Florida, caso queria conhecer. Eu acho lotada demais – é muito esforço para poquíssimas coisas interessantes, mas se procurar vai encontrar artigos de esporte, cosméticos e perfumes a bons preços, além da Falabella (boa loja de departamentos) e da Zara (os preços são melhores do que aqui). No entanto, como o peso argentino está tão barato para nós, brasileiros, se você for aos melhores shoppings da cidade também encontrará artigos baratos e poderá fazer suas compras com mais conforto.
2. Galerias Pacífico: embora tenha fama de ser caro, pois tem lojas de várias grifes famosas e caras,  é um bom shopping. Vale conhecer também pela arquitetura e os vitrais.
3. Almoço em Puerto Madero: há uma infinidade de restaurantes no Porto. Você pode dar uma volta e escolher o que lhe agrada mais. A brasileirada toda costuma baixar em peso no Cabaña las Lilas. Eu acho a carne muito boa, mas isso, em se tratando de Buenos Aires, não chega a ser uma vantagem competitiva; há restaurantes bem mais baratos cuja carne é tão boa quanto ou melhor. Para quem não se importa de comer em buffet, o custo-benefício do Siga la Vaca agrada (Alicia Moreau de Justo 1714, Puerto Madero – tel. 4315 6801 / 6802).

Costelinha no Cabaña Las Lilas
4. Livraria El Ateneo, Sorveteria Un Oltra Volta e lojas da Av. Santa Fé: A livraria El Ateneo fica num prédio imponente e luxuoso, na Rua Santa Fé, n. 1860. A visita à uma das maiores livrarias da América Latina vale pelo grande acervo e pela arquitetura do imóvel que já abrigou um teatro no início do Século XX. E já que está por ali, aproveite para dar um pulo na Sorveteria Un’altra Volta …. sem palavras para descrever as variedades de sabores que levam doce de leite. Só provando! Se quer fazer compras à moda argentina, a Av. Santa Fé tem boas lojas.
5. Show de tango – Já que a idéia é explorar os programas turísticos de Buenos Aires, hoje é o dia para um show de tango. Sugiro o Café Tortoni. Tem poucas mesas, não é tão caro (chega a custar metade do valor cobrado em outros lugares), o show é agradável e o que é melhor: você não sai com a impressão de ter sido esfolado após cair numa armadilha pega-turista. Você pode jantar antes do show, lá mesmo, mas não terá nenhuma experiência gastronômica reveladora. Ah, posso confessar uma coisa? Até me emocionei com o show! Não se esqueça de entrar em contato para fazer reserva.

Dia 2 -Turístico, pero no mucho

1. Estádio do Boca: se curte futebol, vai gostar do programa. Não é o meu caso, mas meu marido foi duas vezes ao Estádio, uma delas acompanhado por mim. Pode optar pela visita guiada, que custa . Se estiver por ali, pode dar um pulo no Caminito – por sua conta e risco, pois eu não recomendo. Acho muito chato esses lugares que são lotados, cheio de lojas de porcarias, que não tem nada além daquilo que foi montado para esfolar/impressionar turistas ….a mim, impressiona negativamente.

E, se conhecer o estádio está fora dos seus planos, pode optar por um programa mais tranquilo e mais “portenho”: leve a canga e se estique ao sol no Parque de Palermo ou na deliciosa Praça Las Heras.
Com o friozinho que costuma fazer por lá no inverno, garanto que vai gostar de esquentar as canelas.

2. Palermo Viejo: siga direto para Palermo Viejo, onde há várias opções de lugares para almoçar. Meu preferido é o Lele de Troja (Costa Rica, 4901 – tel. 4832-2736) Está longe de figurar entre os mais indicados e famosos restaurantes do bairro, mas é disparado o meu preferido. Repeti com gosto o prato da última vez: risoto de legumes. O couvert é de dar água na boca. Pudera, os pães saem direto do forno a lenha para a sua mesa.
Se sua idéia é tomar um cerveja geladinha acompanhada de um “petisco”, sugiro as fantásticas, crocantes, saborosas e quentinhas empanadas Romário (Rua Gurruchaga, 1493 – tel. 4511-4444), também feitas no forno a lenha. Recomendo os sabores queijo com cebola, carne e carne picante. Para mim, não existe a menor possibilidade de ir a Buenos Aires e não comer essa delícia!!! Se estiver um dia agradável, sente no terraço, no segundo andar.

Depois, perca-se pelas lojinhas do bairro, que é muito semelhante à Vila Madalena. Confira aqui todas minhas dicas em Palermo Viejo: de lojas de sabonetes a roupas infantis, passando, é lógico, por uma boa sorveteria.

3. Após bater perna que nem louco a tarde toda, sugiro passar o fim de tarde no Mama Racha (Calle Costa Rica, 4692 – tel. 4833-4950),  que oferece desde chocolate quente ou café com torradas, sanduíches até massas ao estilo oriental e boas opções de vinhos.
4. Para o jantar, uma boa opção é o Olsen (Calle Gorriti, 5870, tel. 4776-7677). Tem canapés bem diferentes, feitos com carnes nórdicas, e interessante degustação de vodka. Não figura entre as novidades da cidade, mas continua com ótima fama e o lugar é bem agradável, seja pela moderna lareira no meio do salão ou pela ótima frequencia.

Dia 3 – Virei argentino

Depois que já fez tudo o que podia ter feito de mais turístico, é hora de curtir alguns programas tipicamente portenhos.
1. Comece o dia com um café da manhã no Nucha Café, na PraçaVicente Lopez – Rua Paraná, 1343, tel. 4813-9507. Experimente os deliciosos quadraditos, espécie de torta doce, com geléia de ameixa e suspiro. As geléias podem ser levadas na mala também.
2. Depois, visite o Malba, Museu de Arte Latino Americana de Buenos Aires: o passeio vale pelo Abapuru, de Tarcila do Amaral, e pelo charmoso café localizado no térreo do Museu.
3. De lá, dirija-se para o Parque Costanera Sur: além do passeio, poderá experimentar um autêntico Chopiran, acompanhado de uma cervejinha. Mesmo no frio, é fantástico!
4. Após dar uma descansada por ali mesmo, um programa vespertino no Shopping Patio Bullrich é a dica para quem ainda não está satisfeito com as compras que fez. Há quem diga que é o shopping mais caro e chique da cidade. Outra opção mais barata e menos requintada, é o Shopping Alto Palermo, que eu gosto muito também. Ambos tem minha loja preferida de roupas femininas, a Rapsodia.
5. Para o jantar, reserve mesa no Parrilla La Cabrera (Cabrera, 5099, tel. 4831-7002), e despeça-se em grande estilo com uma boa parrillada.
Dicas gerais
1. Troque dinheiro no Banco de La Nacion. Há uma agência dele no aeroporto. As outras casas de câmbio no próprio aeroporto tem taxas de conversão bem ruins.
2. Não economize com táxi. É tão barato que na grande maioria das vezes vale à pena. Procure sempre ter dinheiro trocado, pois há taxistas que enrolam na hora do troco e quem sai perdendo, obviamente, é o passageiro.
3. Em todas as lojas pergunte pelo Tax Free – Global Refund. Se o estabelecimento tiver o respectivo formulário, você poderá reembolsar os impostos embutidos nos preços dos produtos que comprou – pode alcançar os 16%.
4. Cheque o Climatempo, mas julho por lá requer casaco pesado e, às vezes, um bom cobre-orelhas.

5. Veja todos os posts sobre Buenos Aires: clique aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

11 comentários para “Três dias pela primeira vez em Buenos Aires”

  1. Carol disse:

    ótimas dicas Cláudia! Vou pra lá em setembro e depois volto aqui pra reler e anotar algumas coisas! rsrs. Vai ser eu e mais 9 mulheres, então se tiver dica de compras, locais gostosos para irmos, me avise! um bjo!

  2. A viagem certa disse:

    Carol, que legal! Nove mulheres, meu Deus!!!!
    As dicas de compras estão no post de Palermo Viejo, meu lugar preferido!
    E os restaurantes de lá tb!!!!
    bjs

  3. Thais disse:

    Clauuuuuuuuuuu !! CONSEGUI !!!! ALELUIA !! kkkk
    Amei as DICAS !!!! Quero aproveitar para conhecer cada cantinho (não posso perder o sorvete de doce de leite !!! hahaha). beijo!

  4. A viagem certa disse:

    Thá, espero que sejam úteis. E não deixe de ir na sorveteria Volta e para Palermo Viejo.
    Um beijão e até a volta!

  5. Marina disse:

    Olá,

    estou adorando suas dicas, estou indo para Buenos Aires em breve e estou pensando em ficar em Palermo Viejo. Você acha que é melhor do que ficar no centro?
    É a primeira vez que vou a Buenos Aires e normalmente as agencias sempre acabam de colocando em hotéis no centro.
    bjs e obrigada.

  6. [...] This post was mentioned on Twitter by Vanessa Veiga and Luciana Ferreira, A Viagem Certa. A Viagem Certa said: Buenos Aires no carnaval? Vejas nossas dicas. Temos um roteiro pronto pra vc: http://bit.ly/glk5E3 [...]

  7. Erika disse:

    Oi, tudo bem?? Semana que vem, dia 28/05 embarco para Buenos Aires, para ficar 3 dias! Estou montando um roteiro, levando MUITO em consideração estas dicas do blog!! Excelente, por sinal!!! 3 dias agora me parece pouco tempo… :( Mas enfim, uma duvida minha é sobre os ALFAJORES! É que eu sou super fã e queria saber se vcs indicam algum, tirando o Havanna… rsrs… Experimentei o “el cachafaz” e achei maravilhoso, e tb o da vovozinha (goya). Mais alguma sugestao?? Bjos

  8. Amanda disse:

    Olá, gostaria de saber quanto mais ou menos eu gastaria para comer e fazer compras em B. Aires, em três dias. Amei as dicas!!!!

    • Clau Gazel disse:

      Ai Amanda, estou desatualizada de Buenos Aires e não tenho certeza do que te falar em termos de custos. Boa viagem! Bjs

  9. joaquim disse:

    Prmeiro parabens pelo site com dicas deliciosas.
    Vou agora no feriado do dia 15/11 eu e minha esposa, como deixei só para hoje para fechar um pacote, não consegui hotel na ricoleta que falaram que é o melhor lugar, consegui no hotel panamericano, em frente o obelisco. É perigoso aquele local??? e para ir aos locais legais que voce falou ai no post de taxi é tranquilo??? já te agradeço pelas informações. Abraço.

    • Clau Gazel disse:

      Olá. Faz tanto tempo que não vou para Buenos Aires – infelizmente – que não sei opinar sobre segurança lá hj em dia! Abs

Deixe um comentário