A Viagem Certa - Tem coisa melhor do que falar sobre a viagem? Só a própria viagem!

O BLOG INDEPENDENTE COM AS MELHORES DICAS DE PARIS: AS QUE NÃO ESTÃO EM TODOS OS GUIAS

Guia de compras em Paris para chefs ou meros aspirantes

1 de março de 2012

A França é, por excelência, o país da gastronomia. O francês passa, em média, mais de duas horas do seu dia à mesa e bebe aproximadamente 60 litros de vinho por ano. Mas o que está por trás de tudo isso, além do savoir faire francês? Ingredientes de qualidade e utensílios indispensáveis. E não faltam lugares para encontrá-los em Paris.

LEGUMES E VERDURAS DOS SONHOS

No Marché de l’Alma, destaca-se a barraca de Joel Thiébault, “o” mestre verdureiro de Paris, amado pelos chefs de cozinhas mais renomados da cidade luz. Acreditando que verduras e legumes podem ser muito mais do que meros acompanhamentos, Joel se dedica com paixão  à produção dos mais variados vegetais e, primando pela qualidade e frescor dos alimentos, prefere vender apenas os produtos da estação. E caso o cliente deseje usar um determinado produto, mas não tenha a menor idéia do que fazer com ele, conselhos não irão faltar. Vale até perguntar o nome daquele legumes estranho que você nunca viu! As ervas em flor, frescas e lindas, poderiam ir direto para o vaso da sala e nem passar pela cozinha. A feira acontece às quartas e sábados na Avenue  du Président Wilson, no 16º arrondissement de Paris – metrô Iéna (linha 9).

PARA TEMPERAR E DAR GOSTO

L’épicerie de Bruno – Um lugar incrível, com todo jeito de mercearia à moda antiga, onde você encontra mais de 160 tipos de pimentas,  além de ervas aromáticas, chás, baunilhas, sais especiais (com os de Camargue e de l’Ile de Ré), arroz para risotto e chocolates de qualidade superior. E certamente Bruno estará lá disposto a lhe explicar em detalhes cada um de seus produtos. Endereço: 30, rue Tiquetonne; ter/sáb – 10h30/14h30 e 15h30/19h30 – metrô Étienne Marcel ( linha 4).

G. Detou – Fica na mesma rua da L’ epicerie de Bruno. Como o próprio nome diz, lá tem de tudo. Explico. Trata-se de um jogo de palavras,  pois “J’ai de tout”  quer dizer “tenho de tudo” e lê-se exatamente como G. Detou. Os pistaches, amêndoas, castanhas, damascos, peras e outras frutas secas são de encher os olhos. Além disso, tem temperos como mostarda dijon, enlatados como sardinhas e atuns, compotas de frutas, chocolates, massas, cogumelos, salmão defumado e até trufas.  Vale lembrar que tudo é escolhido a dedo e muitos dos produtos ali vendidos vem de outras regiões da França e não são encontrados em nenhum outro lugar de Paris. Tudo para atender a exigente e fiel clientela do local. Endereço: 58, Rue Tiquetonne; seg./sáb. – 8h30/18h30 – metrô Étienne Marcel ( linha 4).

DAS ARÁBIAS

Les Délices d’Oriente – empório árabe que tem temperos, pimentas, queijos, coalhada e frutas secas. Os damascos e tâmaras abusam do direito de ser suculentos e as azeitonas espalham seu cheiro por toda a loja. Endereço: 52, Av. Emile Zola, tel 01 45 79 10 00 – metrô Charles-Michels (linha 10).

UMA SENHORA FROMAGERIE

Laurent du Bois – a primeira coisa que é preciso saber é que o fromager Laurent du Bois já ganhou o prêmio de Meilleur Ouvrier de France. E o que significa isso? A Sociedade de Meilleur Ouvrier de France existe desde 1929 e tem por objetivo escolher os melhores profissionais do país em determinadas categorias: tapeçaria, porcelana, caligrafia, lapidaria, queijaria, panificação, chocolates, sorvetes e até confecção de facas. O objetivo do concurso que acontece a cada 3 anos avaliar não apenas o produto final obtido por cada um dos participantes, mas o processo de criação e transformação e o respeito aos valores e tradições. Preciso dizer mais? Experimente o queijo de cabra fresco (chèvre frais), vieux gouda, os iogurtes e o creme de leite vendido à granel. Endereço: 47, Boulevard Saint Germain – Place Maubert Mutualité, metrô: Maubert-Mutualité – linha 10.

PARA ARRASAR NOS APETRECHOS

Dehillerin – A loja de artigos de culinária que existe desde 1820 atende chefs não apenas de restaurantes parisienses, mas do mundo todo. Panelas, frigideiras, formas de bolos, tortas e pães, facas, colheres, espátulas, maçaricos. Se o assunto interessa, esse é o lugar em Paris que você vai amar conhecer. Lá você não irá encontrar marcas comerciais que são vendidas em lojas de departamento por toda a Europa, mas sim produtos de marcas tradicionais e de qualidade inquestionável. Anote: 18-20, Rue Coquilliere; seg/sáb. – 9/18h (apenas na segunda-feira fecha para almoço das 12:30/14h); metrô: Louvre Rivoli – linha 1 (A Châtelet também fica perto, mas acho a saída confusa).

La Bovida – Assim como a Dehillerin, vendem só o que há de melhor no mercado, como as tradicionais Mauviel, Le Creuset e De Buyer.  Também trabalha com artigos de marca própria. Panelas, frigideiras, woks, tábuas de corte, facas, copos, taças, passando por fogões industriais, uniformes e até temperos em embalagens tamanho família. Orgulham-se em dizer que são referência dos profissionais da alimentação. Endereços: LES HALLES – 36, rue Montmartre – 75001 – tel.: 01.42.36.09.99 e LA VILLETTE – 19, avenue Corentin Cariou – 75019 – tel.: 01.40.36.12.62.

Mora – especializada em utensílios de cozinha, a loja  existe desde 1814 e fica no centro de Paris. Nas prateleiras você pode encontrar formas para bolos e biscoitos, corantes, aromatizantes, facas, panelas, frigideiras, saladeiras, guardanapos, sorveteiras e batedeiras profissionais. Endereço: 13, Rue de Montpartre,  seg/sex – 9/18h15 e sáb. 10/13 e 13h45/18h30, metrô: Chatelet – Les Halles, saída Rambuteau.

La Vaissellerie –  Ao visitar a loja dá para perceber que arrumar a mesa é coisa séria! E o que é mais interessante é que tudo é vendido individualmente e você não precisa comprar os jogos completos de pratos, travessas, porcelanas, copos ou talheres. E os preços são ótimos.  É bem verdade que é um pouco caótica, seja pelas pilhas de pratos espalhadas no chão, seja pela quantidade de clientes. Mas continuo achando que vale à pena e sempre dou uma passada para comprar o que estiver faltando em casa. Anote: 92, rue Saint-Antoine, metrô Saint-Paul, linha 1. Para outros endereços, clique aqui.

3 comentários para “Guia de compras em Paris para chefs ou meros aspirantes”

  1. Olá! Tudo bem?

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem. Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia Paulista

  2. […] Massa com lagostins flambados 22 de abril de 2012 A receita que está a seguir é do famoso chef francês Cyril Lignac e foi transmitida no programa Le Chef en France – especial Bretanha, que vai ao ar pela emissora francesa M6. Eu fiz algumas poucas adaptações e garanto que o resultado foi magnífico. O mais importante são os ingredientes: lagostins frescos (Cyril foi buscar os seus na Bretanha; eu, na Ile d’Oléron. e fiz questão de comprá-los vivos.), creme de leite fresco e uma legítima Espelette, pimenta típica do país basco e que leva o nome de uma cidade do departamento francês Pyrénées-Atlantiques. A pimenta de Espelette é um produto com appellation d’origine contrôlée (AOC), um selo francês que garante e reconhece a proveniência do produto agrícola. Logo, para levar este nome a pimenta da espécie Capsicum annuum deve ter sido produzida em uma das dez cidades francesas: Ainhoa, Cambo-les-Bains, Espelette, Halsou, Itxassou, Jatxou, Larressore, Saint-Pée-sur-Nivelle, Souraïde et Ustaritz. Em Paris é possível encontrá-la nas epiceries que indico neste post. […]

Deixe um comentário