A Viagem Certa - Tem coisa melhor do que falar sobre a viagem? Só a própria viagem!

O BLOG INDEPENDENTE COM AS MELHORES DICAS DE PARIS: AS QUE NÃO ESTÃO EM TODOS OS GUIAS

Massa com lagostins flambados

22 de abril de 2012

A receita que está a seguir é do famoso chef francês Cyril Lignac e foi transmitida no programa Le Chef en France – especial Bretanha, que vai ao ar pela emissora francesa M6. Eu fiz algumas poucas adaptações e garanto que o resultado foi magnífico. O mais importante são os ingredientes: lagostins frescos (Cyril foi buscar os seus na Bretanha; eu, na Ile d’Oléron. e fiz questão de comprá-los vivos.), creme de leite fresco e uma legítima Espelette, pimenta típica do país basco e que leva o nome de uma cidade do departamento francês Pyrénées-Atlantiques. A pimenta de Espelette é um produto com appellation d’origine contrôlée (AOC), um selo francês que garante e reconhece a proveniência do produto agrícola. Logo, para levar este nome a pimenta da espécie Capsicum annuum deve ter sido produzida em uma das dez cidades francesas: Ainhoa, Cambo-les-Bains, Espelette, Halsou, Itxassou, Jatxou, Larressore, Saint-Pée-sur-Nivelle, Souraïde et Ustaritz. Em Paris é possível encontrá-la nas epiceries que indico neste post.

Ingredientes (receita para 6 pessoas): 2 cebolas; 300 grs. de lagostins (eu dei uma inflada na receita e calculei 4 lagostins por pessoa); 1 pitada de pimenta Espelette; 1 pote de 200 ml. de extrato de tomate; 1 pote de 200 ml de creme de leite FRESCO (não use creme de leite de caixinha ou de lata… você merece mais que isso!); um pouco de whisky para flambar (usei cognac e ficou demais!); 1 pacote de massa (500 grs.).

Modo de fazer: pique as cebolas em quadradinhos e usando uma frigideira bem grande, refogue em azeite de oliva. Colocar os lagostins inteiros na frigideira e deixe-os por 5 minutos.

Após, flambá-los com whisky ou outra bebida escolhida.

Em seguida, acrescente a pimenta, o creme de leite e o extrato de tomate e deixe em fogo baixo por aproximadamente 15/20 minutos.

Desligue o fogo e passe o molho em uma peneira de modo que separe o molho dos lagostins. Descasque os lagostins e passe-os na frigideira com um pouquinho de manteiga e acrescente o molho e a massa já cozida. Sugiro talharim, mas isso é questão de gosto. Se não quiser perder nada do sabor dos lagostins e encarar fazer como os pescadores da Bretanha, pule a etapa de descascar os lagostins e coloque-os inteiros no prato. Cada um deverá fazê-lo individualmente… e depois, deve  – e garanto que vai querer – lamber os dedos!

Deixe um comentário