A Viagem Certa - Tem coisa melhor do que falar sobre a viagem? Só a própria viagem!

O BLOG INDEPENDENTE COM AS MELHORES DICAS DE PARIS: AS QUE NÃO ESTÃO EM TODOS OS GUIAS

Les Baux: a Provence a perder de vista

13 de julho de 2015

No sul da França, entre Avignon e Arles, bem pertinho do Luberon, fica uma região montanhosa de formação calcária cujo maior atrativo é a vista magnífica que oferece de grande parte da Provence. Região banhada pelo sol do sul e repleta de oliveiras e vinhas, tem também vilarejos incríveis que merecem a visita de quem deseja seguir sem pressa, no ritmo provençal. Entre as mais procuradas estão Les Baux-de-Provence e Saint-Remy de Provence. Enquanto a primeira atrai visitantes devido à sua localização bem especial – ela fica no alto de um rochedo e abriga as ruínas do antigo castelo medieval, a segunda é a terra natal de Nostradamus e também acolheu Van Gogh no final de sua vida. Foi lá que o pintor holandês produziu a tela Noite estrelada (1889, conservado no Moma/NY desde 1941), entre tantas outras. Saiba mais sobre estas e outras atrações na lista que segue abaixo.

Les Baux Provence_A Viagem Certa - 2

Em Le Baux-de-Provence

Localizado em Alpilles, região montanhosa, o minúsculo povoado fica encravado nas montanhas de calcário, aos pés das ruínas do antigo castelo de onde se tem uma vista deslumbrante incluindo as infindáveis plantações de oliveiras, de um verde aveludado.

Château des Baux – o castelo que teria sido habitado desde a pré-história, teve sue apogeu na Idade Média. Porém, intensamente degradado durante a Renascença por conta de guerras e revoltas, foi somente no final do Séc. XX que ele foi reabilitado e hoje pode ser visitado. Situado bem no alto do rochedo da cidade, dali se tem uma vista de tirar o fôlego. Vale explorar cada canto do castelo, subir em suas torres, caminhar pelas suas rochas, ainda que o vento ofereça um desafio a mais! Não deixe de subir nas torres de proteção do castelo e entender porque elas garantia a segurança do local.  Duas capelas e algumas catapultas também aguçam a curiosidade dos visitantes. Esses instrumentos de defesa e ataque são utilizados durante as representações que acontecem durante os finais de semana, férias e feriados, prometendo uma verdadeira experiência medieval. Anote: Château des Baux de Provence – 13 520 – Les Baux-de-Provence; seg/dom. à partir de 9h30 (horário de fechamento variável conforme estação do ano; até 20h15 na alta temporada); ingressos 9 euros.

A cidade

Les Baux de Provence_A Viagem Certa_cidade

Les Baux_A Viagem Certa 5.jpg - 1

O castelo com sua vista estonteante.

Les Baux A Viagem Certa 3

Les Baux_A Viagem Certa 3

Les baux A Viagem Certa 1

Les Baux Provence_A Viagem Certa - 1 (1)

Les Baux_A Viagem Certa

Les Baux Provence_A Viagem Certa - 1

Les Baux Provence_A Viagem Certa - 2

Les Baux Provence_A Viagem Certa - 1 (2)

Les Baux Provence_A Viagem Certa - 4

Les Baux-A Viagem Certa 4

Carrières de Lumières – localizado nos pés da cidade de Les Baux de Provence, essa antiga pedreira foi transformada num espaço artístico e  cultural. Através de instalações de vídeo e som de alta tecnologia, os 5000 m² do local são cobertos por projeções gigantescas de algumas das mais importantes obras de arte da história. Da Vinci, Michelangelo, Monet, Renoir, Chagall, Klimt, Van Gogh, Gauguin e outros. Anote: Route de Maillane (fica bem no pé da cidade, antes de começar a subir para o centro); seg/dom. 10h/18h – ingressos 9,50 euros.

Carriere des lumieres_A Viagem Certa.jpg - 1

Carriere des lumieres_A Viagem Certa.jpg - 1 (2)

Carriere des lumieres_A Viagem Certa.jpg - 1 (1)

Hotel Benvengudo – Localizado em Les Baux, é um paraíso de calma e paz. Tudo a ver com a região. Diárias a partir de 140 euros. Anote: Quartier de l’Arcoule (D78F) – 13520 – Les Baux de Provence.

Hotel benvengudo_A Viagem Certa

Em Saint-Remy de Provence

A cidade é um charme, cheia de lojinhas, ateliers, restaurantes e fontes para todos os lados.  Dois lugares merecem a visita em especial.

Cloître Saint-Paul de Mausole – Local onde Van Gogh esteve internado por 53 semanas e onde pintou diversas obras. É possível visitar seu quarto e os jardins que ocupa a área antes tomada pelos campos que inspiraram as pinturas do mestre. Anote: Chemin Saint-Paul; seg/dom. 9h30/18h45 (horário especial no inverno); ingressos 4 euros.

Site Archéologique de Glanum – Ruínas que datam do Séc. VI a.c. e são classificadas como Monumento nacional. Anote: Route des Baux de Provence D5 – ter/dom. 10h/17h (até 18h30 na alta temporada); ingressos 7,50 euros.

Mausolé des Jules (anos 30 a.c) e L’Arc de Triomphe (anos 20, d.c) – bem conservados, monumentos históricos a visitar na Route des Baux de Provence D5.

Em Maussane

Charmosa e calma, a cidade fica a dez ou quinze minutos de Les Baux de Provence. Na cidade se produzem alguns dos melhores azeites da região. Por isso, vale a pena degustar!

Restaurant La Place –  menus a partir de 24 euros, com ingredientes frescos e comida de qualidade inquestionável. Anote: 65, Avenue de la Vallée des Baux-Maussane les Alpilles; tel.: +33 (0)4 90 54 23 31; reservas por email: laplace@maisonsdebaumaniere.com.

Moulin à huile Coopérative Oléicole J.M. Cornille – delícia de passeio para degustação de azeites. Anote – Rue Charloun Rieu – Maussane-les-Alpilles; tel.: +33 (0)4 90 54 32 37 – loja seg/sáb. 9h30/18h – visitas para grupos mediante reserva.

Em Fontvielle

Moulin Alphonse Daudet – o moinho Saint-Pierre que hoje leva o nome do escritor natural de Nimes (Alphonse Daudet, 1840/1897) pois era ali que ele se refugiava para escrever seus romances, entre eles o célebre Les Lettres due mon Moulin. Infelizmente a partir de 2012 o moinho foi fechado ao público, mas ainda pode ser visto de fora.

Moinho Alphonse Daudet

Deixe um comentário