A Viagem Certa - Tem coisa melhor do que falar sobre a viagem? Só a própria viagem!

O BLOG INDEPENDENTE COM AS MELHORES DICAS DE PARIS: AS QUE NÃO ESTÃO EM TODOS OS GUIAS

Exposições 2016: Paris tem muito além da Barbie

25 de maio de 2016

Barbie, Barbie, Barbie. Nem fui ver a tal exposição nos Arts Décoratifs de Paris. De tanto que falaram dela, peguei bode. É bem verdade que por um bom tempo foi minha boneca preferida. Até acho que quis ser igual a ela. Cinturinha fina, pernas bem torneadas, além duma bela anca e a roupa certa para cada ocasião. Loira e poderosa, pronta  para conquistar o Ken, andar de carrão e tomar banho na banheira dos sonhos.

Hoje a Barbie não me pega mais. Especialmente quando, pertinho da casa dos quarenta, me deparo com uma sacada de marketing da Matel ao lançar a boneca em outras “cores” e “modelos”. Politicamente correta? Ou aumento da gama de produtos com consequente aumento da clientela? O consumidor se renova, logo, a Barbie também. Que BARBIaridade.

Simplesmente não fui à exposição. Meu lado direito do cérebro decidiu assim. Acatei com respeito. E se como eu você se recusa a ver exposição da Barbie,não se preocupe; existem hoje na cidade tantas outras exposições para serem exploradas. Recomendo 4 delas para preencher sua agenda cultural parisiense.

Monumenta 2016 – é a sétima edição do evento que tem por objetivo a exploração da dimensão extraordinária do grandioso local de exposições. O projeto acontece a cada dois anos e sempre escolhe importantes nomes do cenário artístico contemporâneo. O convidado desta vez é o escultor chinês Huang Yong Ping, que vive na França desde 1990 e já expôs nos 4 cantos do mundo, até mesmo na Bienal de São Paulo. No Grand Palais até o dia 18.06; dom. seg e qua – 10h/19h; qui,sex e sáb. 10h/22h; ingresso 10,5 euros; metrô Champs-Élysées Clemenceu (linha 1).

Grand Palais Monumenta 2016_Huang Yong Ping_A Viagem Certa_dicas de Paris - 17

Amadeo de Souza Cardoso – o pintor português esteve à frente do seu tempo. Em sua obra muito se vê da sua estadia parisiense, onde frequentou grandes nomes do mundo artístico como Modigliani, Brancusi, do casal Delaunay e outros. Desta mistura, resulta a obra do mais importante pintor modernista de Portugal. Ótima ocasião para ver parte da coleção da Fundação Calouste Gulbenkian. No Grand Palais até o dia 18.07; qua – 10h/22h; seg, qui, sex, sáb. e dom. 10h/20h; ingresso 13 euros; metrô Champs-Élysées Clemenceu (linha 1).

Amadeu de souza Cardoso

Fondation Louis Vuitton – a vista já valia sem a instalação de Daniel Buren…. agora então, é mais do que recomendável! 8, Avenue du Mahatma Gandhi – Bois de Boulogne – metrô Les Sablons, linha 1; seg, qua. e qui. 11h/19h; sex. 12h/23h; sáb/dom. 11h/20h; ingressos 14 euros.

Buren Fondation Vuittol_Iwan Baan

Obras de Arte de Budapeste no Musée du Luxembourg – ocasião única de ver em Paris algumas das maiores obras de arte que são abrigada normalmente em Budapeste. Enquanto o Museu de Belas Artes da cidade se renova, Paris se delicia com a exposição que inclui Greco, Manet, Gauguin, Goya, Véronese e tantos outros. Até 10/07 no Musée du Luxembourg; 19 rue de Vaugirard; todos os dias 10h/19h (noturno sex e seg até 21h30); ingressos 12 euros.

 IMG_2804 IMG_2807
Les cochons noirs – Gauguin L’alouette – Pál Szinyei Merse

Para aproveitar Paris, leia também: Rue François Miron; Tour de Paris em 10 ruas; Hôtel Particulier em Montmartre.

Deixe um comentário